Prefeitura de Caaporã rebate nota emitida por direção de Hospital filantrópico e nega dívida

A Prefeitura Municipal de Caaporã emitiu Nota Oficial na noite desta quinta-feira (23), rebatendo informações divulgadas pela direção do Filantrópico Hospital Ana Virgínia, único da cidade a realizar atendimentos pelo SUS, que decidiu deixar de atender pacientes pelo SUS a partir desta sexta-feira (24).

Prefeitura de Caaporã rebate nota emitida por direção de Hospital filantrópico e nega dívida

A Prefeitura Municipal de Caaporã emitiu Nota Oficial na noite desta quinta-feira (23), rebatendo informações divulgadas pela direção do Filantrópico Hospital Ana Virgínia, único da cidade a realizar atendimentos pelo SUS, que decidiu deixar de atender pacientes pelo SUS a partir desta sexta-feira (24). De acordo com o diretor geral do hospital, Oliel Filho, a decisão foi tomada pela não renovação do convênio com a prefeitura, finalizado em dezembro com a saída do ex-prefeito, Doutor João Batista Soares, que é o responsável pelo comando da unidade de Saúde.

Segundo o diretor Oliel, a Prefeitura de Caaporã estaria devendo cerca de R$ 240 mil a título de repasses e a situação se arrasta desde janeiro. Porém, em sua fala, o diretor se contradiz ao revelar que tentou reativar o convênio e não obteve sucesso desde janeiro, mas, mesmo sem contrato com a prefeitura, ele informou que há um débito da nova gestão. Fato que foi rebatido em nota.

“A gente começa a negociar o convênio, mas as coisas não avançam e terminam emperradas. Desde janeiro, quando assumimos a direção do hospital, aguardamos uma definição”, afirmou o diretor em sua fala, mostrando que não houve parcerias e mesmo assim ele quer cobrar.

A Prefeitura também destacou que repassou os valores não pagos pela gestão anterior, referentes aos meses de novembro e dezembro, que o ex-gestor deixou em aberto com o próprio hospital.

Veja a Nota da Secretaria de Saúde de Caaporã:

A Prefeitura Municipal de Caaporã vem a público esclarecer informações veiculadas sobre a suspensão do atendimento à população pelo do Hospital Filantrópico Ana Virginia em decorrência do suposto não repasse de recursos pelo poder público.

Informamos que firmamos o convênio com a unidade, pois trabalhamos pelo bem da população e queremos o melhor para o povo de Caaporã. Estamos em fase de formulação do contrato, que garante o pagamento de imediato. Não poderíamos repassar recursos sem que houvesse um processo formal.

Vale destacar ainda que repassamos à instituição os valores referentes aos meses de novembro e dezembro de 2016, deixados em aberto pela antiga gestão para que a população não ficasse desassistida.

Não vamos permitir que a saúde seja utilizada como cavalo de batalha e que o povo seja prejudicado por questões políticas. Queremos o melhor para a população de Caaporã e continuaremos trabalhando pela melhoria dos serviços.

Amanda Pereira, secretária de Saúde